Fixe-city

A Exposição Itinerante Évora 2.0

Hoje damo-vos conta da Exposição Itinerante do nosso Projeto Évora 2.0. Esta exposição procura contrastar o paradigma das cidades autocênctricas, cidades pensadas em função dos carros, com as cidades pensadas para as pessoas e nas formas de mobilidade suaves: andar a pé e de bicicleta.

Num dos painéis da exposição damos a oportunidade às crianças e jovens de investirem 100.000 € na sua cidade em projectos de mobilidade. 

Nesse painel podem fazer 4 opções, cada uma tem um custo de 25.000€ . Cada uma das opções promove um tipo específico de mobilidade (andar a pé, de bicicleta , de transporte público ou de carro próprio). As crianças e jovens vão poder optar:  entre criar mais estacionamentos para automóveis à volta da escola ou construir mais passadeiras; ou entre requalificar um troço de estrada ou fazer um troço de ecopista num dos acessos à escola. 

Com este exercício pretendemos mostrar duas coisas importantes quando se gere a cidade: que os recursos são escassos e que quando se privilegia uma forma de mobilidade fazemo-lo em prejuízo de outra. De que recursos falamos? Dinheiro e espaço. A escassez do dinheiro é óbvia. Em relação à escassez do espaço público já nem sempre nos damos conta de que, por exemplo,  quando alargamos uma via isto se faz, muitas vezes, à conta do espaço que é conquistado às pessoas que andam a pé ou de bicicleta.

O Projecto Évora 2.0.  Vai continuar a realizar actividades nas escolas de Évora. Para nos seguir pode fazê-lo através do nosso site fixecity.net ou GARE.pT

Fernando Moital, 21/10/2019